John Deere participa do 14º Congresso Brasileiro do Agronegócio e incentiva integração na produção

Promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio, evento conta com participação de Paulo Herrmann, presidente da John Deere, e aborda agronegócio sustentável


Pilar essencial da economia e balança comercial, o agronegócio brasileiro e suas cadeias produtivas serão alvo de discussão no 14º Congresso Brasileiro do Agronegócio, promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG) de 3 a 4 de agosto, em São Paulo (SP). Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil, será o debatedor no painel “Agronegócio Brasileiro, Produção 365 Dias”, que conta com a apresentação do sócio-consultor da MB Agro, Alexandre Mendonça de Barros, e moderação do presidente da Cocamar, Luiz Lourenço.


Com o tema principal “Sustentar é integrar”, o Congresso Brasileiro do Agronegócio vai abordar maneiras de realizar e aumentar a produção agrícola de forma sustentável, com destaque para o sistema de produção iLPF – Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, modelo inovador brasileiro que vem conquistando produtores.


“A agricultura tropical brasileira tem uma capacidade criativa muito grande e agora ingressamos em uma nova revolução agrícola, por meio da produção via integração de sistemas. Somente no Brasil, por causa de nossa localização geográfica, solo, clima e tecnologia, é possível produzir ‘sem parar’ o ano todo. Essa característica peculiar nossa, se aproveitada e gerida profissionalmente, é uma resposta do Brasil ao mundo de que podemos ampliar a nossa produção de maneira sustentável”, disse Herrmann, presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de marketing para América Latina.


A programação conta ainda com outros três painéis para mostrar como o agronegócio pode incrementar e racionalizar a utilização dos recursos tanto no âmbito socioeconômico quanto ambiental. Serão apresentados os painéis: “Grãos, Proteína animal, Floresta plantada e Palma”, “Alimento e Energia” e “Segurança alimentar e Renda”, além de fóruns sobre “Alimentos e Logística”.


Julho, 2015.