Colheitadeiras S400 são destaques da John Deere na Expodireto Cotrijal

A colheita de grãos no Rio Grande do Sul foi favorecida pelo clima da região. As condições meteorológicas, que intercalaram chuvas com períodos de sol, garantiram a germinação e o desenvolvimento das sementes. A projeção da colheita de soja é de 15,8 milhões de toneladas, segundo a Emater/RS. Caso confirmados, a safra será recorde no Estado.

Os números no campo mostram a importância de novas soluções para uma colheita ainda mais tecnificada, que garanta o aproveitamento máximo e alta produtividade, evitando perdas e mantendo a qualidade do grão. Para apresentar as soluções tecnológicas para todas as etapas produtivas, a John Deere traz para a Expodireto Cotrijal a nova Série S400 de colheitadeiras, equipamentos revolucionários para o produtor. A feira acontece de 6 a 10 de março, em Não-Me-Toque (RS).

As novas colheitadeiras foram desenvolvidas com base no conhecimento da agricultura brasileira. “O projeto da Série S400 foi pensado e desenvolvido no Brasil e as máquinas foram concebidas a partir do que sabemos sobre agricultura tropical, nas necessidades dos produtores brasileiros. A inovação deu certo e gerou máquinas que representam 25% mais performance, 50% mais qualidade dos grãos e 75% menos perdas - algo profundamente positivo para o negócio do produtor e que resulta em mais rentabilidade”, explica Rodrigo Bonato, diretor de Vendas da John Deere Brasil.

Nesta edição da Expodireto, a John Deere está representada pelos seus concessionários do Rio Grande do Sul.

Revolução no campo

A nova Série S400 de colheitadeiras conta com dois modelos, S430 e S440 e é uma importante solução de colheita de qualidade ao produtor gaúcho, inclusive para soja, uma das mais relevantes culturas do Rio Grande do Sul. De acordo com dados divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em 2017, o Brasil deve chegar a 103 milhões de toneladas colhidas exclusivamente dessa cultura.

A novidade da S400 é a substituição da tecnologia saca-palha pelo rotor, uma revolução tecnológica que apresenta simplicidade operacional, menor índice de perdas, melhor limpeza e qualidade do grão, com resultados efetivos no final da colheita.

“As colheitadeiras da Série S400 são mais leves, o que gera menos compactação de solo e permite atuar em terrenos alagados, como, por exemplo, cultura arrozeira ou áreas de várzeas onde máquinas muito pesadas podem atolar. Dentre os atrativos está o menor consumo de combustível”, afirma Bonato.

Os equipamentos da Série S400 possuem a tecnologia Rotor TriStream, com três seções descentralizadas (alimentação, trilha e separação), que permite uma melhor separação do grão e da palha. Além disso, na máquina também está presente o sistema DF4 de limpeza, que ajusta a abertura das peneiras e o ventilador para alto desempenho mesmo em subidas e descidas. Os modelos contam com os recursos de agricultura de precisão como mapa de produtividade e piloto automático, que não estavam disponíveis nos modelos saca-palha. O tanque graneleiro está maior e proporciona 6% mais de capacidade.

Outras atrações – Além da Série S400, o estande da John Deere na Expodireto Cotrijal terá as principais soluções da companhia para as etapas do processo produtivo, como os tratores utilitários da Série 5E. Os modelos expostos são o 5065E, 5078E e 5090E - amplamente usados na agricultura familiar e pecuária.

Ainda em tratores, estão os modelos da linha 7J, muito usados na região gaúcha. A Série 7J conta com o eixo dianteiro TLS, exclusivo sistema de suspensão. Este é um sistema inovador que apresentou ganhos de até 8% em produtividade, quando comparado com o eixo rígido. Além disso, o assento do operador com suspensão ativa trabalha diretamente na redução de até 90% dos movimentos verticais, o que possibilita mais conforto durante a operação.

Outro importante destaque é a nova Série 6J, que é sinônimo de tecnologia e confiabilidade, com os novos motores eletrônicos que proporcionam melhor aproveitamento do combustível. No estande está o novo trator 6100J, um modelo versátil, indicado principalmente para o trabalho com grãos e pecuária.

No segmento de plantio, marcam presença as plantadeiras 1109 e 2117, com o sistema VacuMeter™ – dosador a vácuo que mantém a qualidade das sementes, distribuindo-as uniformemente, evitando sementes duplas e/ou falhas e oferece um ambiente favorável para as plantas se desenvolverem.

Já para a importante etapa de Tratos Culturais, o pulverizador autopropelido 4630 pode ser conferido pelo público. Ele traz mais precisão, total estabilidade da barra de aplicação e o menor raio de giro da categoria, o que torna as manobras de cabeceira mais rápidas e aumenta a área trabalhada por hora. Resultado: mais rentabilidade.

E, para manter o alto padrão de performance, a John Deere conta com a maior rede de concessionários agrícolas do Brasil. Os mais de 260 pontos de vendas oferecem serviços de manutenção e otimização capazes de manter o rendimento operacional dos equipamentos durante toda sua vida útil.

Março, 2017.