John Deere fala sobre as novidades para o Show Rural Coopavel

Rodrigo Junqueira, diretor de Vendas da John Deere Brasil, comentou sobre a participação da empresa nesta edição do Show Rural Coopavel.

Tecnologias a serviço do produtor e os lançamentos foram destaques em entrevista exclusiva à Rádio T.

 

Hoje pela manhã os ouvintes da Rádio T, uma das maiores emissoras do Estado do Paraná, acompanharam a entrevista ao vivo de Rodrigo Junqueira, diretor de Vendas da John Deere Brasil, que comentou sobre a participação da empresa nesta edição do Show Rural Coopavel.


O executivo falou sobre a aposta da John Deere em tecnologia e o lançamento da Série S de colheitadeiras, apresentada pela primeira vez ao público paranaense. “Mundialmente a John Deere investe em media US$ 4 milhões ao dia em pesquisa e desenvolvimento, e esses equipamentos são parte disso, trazendo ao cliente mais eficiência e custo-benefício em suas atividades na lavoura”, explicou Junqueira.


Também foi abordado o exclusivo sistema de limpeza DF3 da Série S, que reduz o custo da tonelada colhida, chegando até 2,5 kg/ha a menos em perdas, com excelente qualidade de grãos, por ter área 30% maior e divisores longitudinais. O DF3 ainda limpa melhor, separa os resíduos, sem danificar ou perder os grãos na lavoura.


Durante a conversa, Junqueira falou ainda sobre o lançamento da plantadeira DB40, um produto que atende as características específicas que o produtor do Paraná necessita e também dos tratores cabinados da Série 5E e do modelo 5EF estreito, que podem ser adquiridos com condições especiais de financiamento. “A John Deere pensa na solução integrada e está próxima do cliente em todas as etapas de sua operação, com uma sólida e preparada rede de concessionários à disposição”, ressaltou.


O diretor ainda salientou que o Paraná é um dos principais produtores de grãos no país e que o Show Rural Coopavel é um termômetro de tendências. “Neste primeiro importante evento do ano podemos ter algumas referências de como será 2015. Vemos um produtor mais otimista, porém ainda cauteloso, mas que tem investido em aumento de área plantada e renovação de frota”, concluiu.


Fevereiro, 2015.