Notícia   27 de Abril de 2018

John Deere debate agronegócio canavieiro em reunião da Canaplan

O Brasil é um dos maiores produtores de cana-de-açúcar do mundo. Dados divulgados nesta semana pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) mostram que a produção atingiu 633,26 milhões de toneladas na safra 2017/18, sendo que 92% do total corresponde a região centro-sul do País.

Além de indicar a relevância da commodity para o agronegócio, os números ressaltam a constante necessidade de discutir os caminhos do setor. É com essa proposta que a Canaplan realiza duas reuniões anuais. A primeira delas ocorreu na quarta-feira, dia 25 de abril, em Ribeirão Preto (SP), com participação da John Deere.

Carlos Newton Graminha, gerente de Vendas da John Deere para Cana-de-Açúcar, participou do painel “Produtividade”. “Fizemos um overview e preview das safras em andamento, mostrando as melhores práticas no setor de cana. Abordamos aspectos estratégicos do negócio e as tendências de preço, produção e condições climáticas, que são os três fatores que afetam a produção de cana-de-açúcar e, consequentemente, de açúcar e etanol”.

A cana-de-açúcar é uma das culturas-chave para a John&nbspDeere. A companhia realiza diversos investimentos para atender ao segmento, como a expansão da sua unidade de colhedoras e pulverizadores em Catalão (GO), feita no ano passado.