Notícia   27 de Abril de 2018

John Deere exibe a agricultura do futuro na Agrishow 2018

Companhia apresenta para o produtor soluções tecnológicas e inteligentes para o campo

Com foco em apresentar inovações tecnológicas para o dia a dia do produtor rural brasileiro, a John Deere participa da próxima edição da Agrishow, de 30 de abril a 4 de maio, em Ribeirão Preto (SP), e chega com foco total nas soluções inteligentes de última geração. O principal destaque da empresa na feira é o Operations Center, uma plataforma de gerenciamento de dados online que integra informações agronômicas, de máquina e produção. O cruzamento de dados colhidos pelas máquinas durante o plantio, a aplicação de insumos e a colheita permite que o agricultor identifique oportunidades de redução de custos, de otimização da operação das máquinas, zonas de manejo etc, tudo de forma segura, centralizada e à distância.


“O Operations Center será peça-chave para transformar de vez a agricultura de precisão no que chamamos de agricultura de decisão: uma realidade em que o agricultor não precisará mais esperar até o fim do dia para tomar uma decisão, pois o escritório será transferido para o campo e ele terá os dados em suas mãos para chegar a uma decisão mais assertiva, em tempo real, o que resultará em uma lavoura mais produtiva e rentável”, explica Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de Vendas e Marketing para América Latina.


Visite o estande da John Deere na Agrishow e conheça todos os detalhes desta e de outras novidades tecnológicas apresentadas pela companhia, que, pela primeira vez, receberá startups para transformar seu espaço de um hectare na feira em um ambiente de inovação e engajamento. Lá, os visitantes poderão conferir também 30 equipamentos destinados à agricultura, pecuária, construção e florestal, serviços de Pós-Vendas e Financeiros. Com isso, a John Deere mostra mais uma vez seu amplo portfólio, que engloba ainda toda a cadeia de produção florestal, desde a silvicultura até o manejo de matéria prima, e a sua linha amarela, da divisão de Construção da companhia, que, além de sua participação crescente no setor de infraestrutura, também é exemplo de versatilidade e produtividade em operações agrícolas.