Notícia   27 de Outubro de 2017

John Deere fala sobre dados para a tomada de decisão agrícola na FIESP

Nick Block, diretor de Soluções Inteligentes da John Deere esteve no painel Agricultura de Precisão

Para além de sua natural vocação agrícola, o Brasil desponta como uma das lideranças no desenvolvimento e adoção de inovações tecnológicas que auxiliam no aumento da produção. Para discutir o uso inteligente, desafios da adoção e proteção dos dados no campo, a John Deere participou nesta quinta-feira (26/10), em São Paulo, da Conferência de Economia Digital, evento organizado pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos no Brasil e a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Nick Block, diretor de Soluções Inteligentes da John Deere para América Latina participou do painel “Agricultura de Precisão”.

 

Para Block a importância da tecnologia é utilizá-la para chegar a uma solução, de forma que o agricultor consiga tomar decisões. Por isso, explicou o executivo, a empresa tem uma posição de ser mais do que meramente uma fabricante.

 

"Talvez não seja mais o momento de falarmos em agricultura digital, mas sim em agricultura de decisão. Os dados possibilitam esse momento, algo que parecia ser ficção quando lançamos a ideia há alguns anos", afirmou Nick Block.

 

Em relação sobre a proteção dos dados obtidos nas etapas produtivas, Block disse que a John Deere tem uma posição clara sobre o assunto.

 

"A geração de dados é do agricultor, ele é o dono das informações e decide o que quer fazer. Nós lançaremos em breve uma plataforma digital online que vai possibilitar que os clientes centralizem e cruzem informações, inclusive de parceiros externos, de forma que tenha a melhor prescrição", explicou.

 

Em sua fala, Block acrescentou que atualmente todas as máquinas têm sensores que estão coletando dados e, com a conectividade, produtores conseguem olhar e ter um negócio sustentável.

 

Moderado por Fernando Martins, presidente da consultoria Agrotools, o painel contou ainda com a presença do representante da Câmara Federal, deputado federal Adilton Sachetti e Mark Young, diretor de tecnologia da Monsanto.