Notícia   28 de Novembro de 2017

Pela inclusão feminina no mercado de trabalho, John Deere participa do
+Mulher 360

Evento reuniu lideranças de empresas de diferentes setores para debate desenvolvimento da carreira feminina

Para incorporar e promover cada vez mais a discussão sobre a diversidade e a inclusão, além de aumentar efetivamente a atuação neste sentido, a John Deere participou nesta quinta-feira (23/11) do +Mulher 360, evento que discutiu empoderamento e liderança feminina em corporações e foi realizado pelo Movimento Mulher 360, associação que luta pelo desenvolvimento econômico feminino em todos os âmbitos e que recentemente ganhou o apoio da John Deere. A adesão é mais uma das iniciativas públicas da companhia em prol da diversidade, que se completa com as diversas ações internas em curso pró-equidade, como o WomenREACH e o Diversidade e Inclusão (D&I).

 

Em sua fala na discussão, Wellington Silvério, diretor de Recursos Humanos da companhia, apontou que é um desafio diário mudar o chamado viés inconsciente, algo que dificulta o desenvolvimento e crescimento da carreira feminina. Para tanto, o executivo contou que a John Deere persegue níveis de equidade em programas de seleção, mas também procura inspirar e engajar via fatos reais, mostrando mulheres que conquistaram espaços outrora fechados.

 

"Temos atuado na conscientização da importância da mulher na organização e no quanto devemos e podemos incluí-las em todos os segmentos do negócio, também proporcionando as condições adequadas para trabalhar", afirmou. Atualmente, a John Deere possui 15% de mulheres no quadro de colaboradores no Brasil e 13% na América Latina.

 

Estiveram no evento ainda Mônica Thönnigs, supervisora de Marketing e de Comunicação da divisão de Construção e Florestal (C&F); Andreia Ramos, consultora de Recursos Humanos e Flávia Brogliato, engenheira do produto de C&F, além de Guilherme Sierra, gerente de Comunicação Corporativa e Vladimir Alves, gerente de Diversidade & Inclusão e Aquisição de Talentos.​

 

Para Flávia, presenciar a discussão sobre gêneros é uma oportunidade de ter novas ideias e, consequentemente, novas atitudes. Participante do núcleo paulistano do WomenREACH, Flávia contou que percebe mudanças claras desde quando começou a trabalhar na empresa, há seis anos.​

 

“Em nosso segmento ainda há predominância masculina, então é algo a ser trabalhado desde o recrutamento até o desenvolvimento da carreira. Aumentando a base aumenta o topo. Por isso que receber o apoio, bem como discutir abertamente, é fundamental", disse a engenheira.

 

Já Vladimir Alves contou que a John Deere pretende acelerar as iniciativas de diversidade e inclusão. "Eventos como este são importantes tanto para conhecermos as diversas iniciativas inspiradoras de outras empresas quanto para ver que estamos amadurecendo e propondo ações alinhadas com as tendências", analisou.

 

Atualmente a John Deere possui mais de 50 iniciativas em andamento para valorizar seus funcionários, de acordo com os valores fundamentais da empresa: integridade, qualidade, comprometimento e inovação.