Releases   Outubro 28, 2016

Com patrocínio da John Deere, congresso incentiva participação das mulheres no agronegócio

Participantes acompanham atentamente palestras durante o evento. (Foto: Divulgação)

Participantes acompanham atentamente palestras durante o evento. (Foto: Divulgação)

Companhia destacou a importância feminina na produção de alimentos

O papel da mulher no agronegócio é cada vez mais relevante. As atuações nas propriedades e nos cargos de liderança dentro da cadeia produtiva ressaltam a posição de conselheiras e tomadoras de decisão na gestão dos negócios.

O Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, realizado em 25 e 26 de outubro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), é um dos reflexos desta crescente participação feminina no campo. O evento, que contou com a participação de mais de 700 congressistas, trouxe debates e conteúdos sobre os principais temas do segmento, como gestão operacional em propriedades agrícolas e pecuárias, sustentabilidade, administração rural - reforçando a importância feminina para o avanço inovador, rentável, sustentável e ético do setor.

“A participação feminina no agronegócio é estratégica e agrega para o segmento, que tem o desafio de produzir alimentos em larga escala, uma demanda gerada pelo crescimento exponencial da população global. E as produtoras rurais cada vez mais buscam e apresentam soluções inovadoras para este desafio, explorando os potenciais das tecnologias de agricultura de precisão”, disse João Pontes, diretor de Planejamento Estratégico da John Deere, que ministrou palestra durante o evento.

A explicação do executivo é corroborada pela pesquisa “Mulheres no Agronegócio Brasileiro”, apresentada durante o congresso pela ABAG (Associação Brasileira do Agronegócio) e IEAg (Instituto de Estudos do Agronegócio). O trabalho revelou que o perfil da produtora brasileira é inovador nas formas de trabalhar, com alto uso de ferramentas da internet (69% acessa a web todos os dias) e redes sociais (80%). O estudo também apontou que as mulheres que atuam no campo estão estudando (60% com curso superior e 25% possuem pós-graduação) e são independentes financeiramente (88%). A pesquisa ouviu 301 mulheres de todo o Brasil.

Principal patrocinadora do Congresso, a John Deere realizou ainda o sorteio de um Gator XUV 855D para as congressistas. A vencedora da Bahia, Betina Laís, recebeu o modelo utilitário e multiuso das mãos do presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de Marketing e Vendas para a América Latina, Paulo Hermmann, e do diretor de Vendas da John Deere Brasil, Rodrigo Bonato.

A participação no Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio é mais uma forma da John Deere valorizar a participação das mulheres na cadeia produtiva. Neste ano, durante a realização da Expointer, em Esteio (RS), a empresa também realizou caravanas de clientes, com grande participação feminina em todos os dias.