Releases   Fevereiro 26, 2016

John Deere aborda o tema ILPF no quadro Especialista em Ação

Especialita em Ação

 

Transmitido no programa Marcas e Máquinas, o informativo apresentará as vantagens da integração Lavoura-Pecuária-Floresta

O ILPF é um importante diferencial do agronegócio brasileiro frente aos demais países produtores e em 2015, comemorará 10 anos de realização na fazenda Santa Brígida, localizada em Ipameri (GO). Tamanha a importância do tema, a ampliação do uso do ILPF no País foi uma das principais propostas do Brasil na recente COP-21 para diminuir a emissão de gases nocivos.

E esse é o assunto que será abordado na próxima edição do quadro Especialista em Ação, que será veiculado no programa Marcas e Máquinas, no próximo sábado, 27 de fevereiro, às 10 horas. A jornalista Patrícia Peres conversou com Thércio Freitas, gerente de Marketing para o Segmento de Pecuária da John Deere, que explicou sobre o recurso que já tem revolucionado o trabalho no segmento agropecuário.

“Os sistemas integrados podem ser de diversas formas e se dão nas mais diversas direções. Pode haver agricultores indo em direção à pecuária ou pecuaristas indo em direção à agricultura ou mesmo produtores simplesmente já iniciando num processo integrado”, explica Thércio durante a entrevista.

A partir de segunda-feira (29/02) o conteúdo do quadro Especialista em Ação estará disponível no canal da John Deere Brasil no YouTube.

ILPF: agricultura sustentável e produtiva

A John Deere mantém uma parceria com a Embrapa para o fomento do sistema ILPF (integração Lavoura-Pecuária-Floresta). A Rede de Fomento ao ILPF foi concebida a partir dos compromissos de redução de gases de efeito estufa assumidos pelo Brasil na COP15, com o objetivo de apoiar e promover a transferência da tecnologia da integração lavoura-pecuária-floresta para os produtores rurais, visando aumentar a renda das propriedades de forma sustentável.

As principais atividades apoiadas pela Rede de Fomento estão ligadas às ações de transferência de tecnologia através da difusão das melhores práticas de integração. Existem cerca de 200 Unidades de Referência Tecnológica (URT) espalhadas pelo o Brasil, que servem para testar a tecnologia e difundi-las no seu entorno.

Além das atividades de implantação, condução e acompanhamento das Unidades de Referência Tecnológica (URTs) a rede também apoia a realização de palestras, cursos, workshops, seminários e dias de campo, tudo com o intuito de fomentar a adoção dos sistemas de integração em diversas regiões do país. São centenas de eventos realizados por ano para propiciar a troca de informações entre os técnicos e os produtores que desejam adotar a integração. Um ótimo exemplo destes eventos é o dia de campo da Fazenda Santa Brígida, que se tornou uma referência nacional e internacional no desenvolvimento da integração Lavoura-Pecuária-Floresta.

Especialita em Ação