RELEASES   Agosto 11, 2016

John Deere fala sobre tecnologia e inovação em workshop da USP.

Nas próximas décadas, a população global chegará a mais de 9.5 bilhões de pessoas, que irão demandar alimentos e infraestrutura em larga escala. Para explicar como a tecnologia vai auxiliar a vencer este desafio, Alex Foessel, diretor do diretor do Centro Latino-Americano de Inovação Tecnológica (LATIC) e experiência do cliente da John Deere, palestrou nesta segunda-feira (8/8) no WI - Workshop Integrativo, promovido por alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

A palestra contou mais de sessenta estudantes de diversas áreas, como ciências da vida, exatas e engenharias.

Foessel iniciou apresentando aos jovens a John Deere e suas divisões, bem como mostrou a importância do agronegócio para a Brasil - área que é importante economicamente e muito atrativa para desenvolver carreiras.

De acordo com o executivo, a cadeia agrícola atualmente é marcada pela tecnologia e inovação, como a utilização da agricultura de precisão, genética nas sementes, manejo eficiente de água, além de maquinários altamente eficientes e inteligentes. Ele exemplificou mostrando aos jovens que as máquinas agrícolas hoje utilizam GPS, telemetria, softwares de bordo, coletam e emitem dados para análises e, mais importante, são integrados entre si e com os escritórios das fazendas.

No entanto, o executivo lembrou que a inovação pode acontecer em qualquer campo. Ele deu o exemplo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), sistema que permite ter diversos plantios, de grãos até florestas, conjugado com a atividade pecuária - em uma mesma parcela de terra - por meio da rotação de culturas.

"Somente a tecnologia vai possibilitar produzir e preservar o meio ambiente, uma das principais preocupações da juventude atualmente", disse.