Releases   Novembro 19, 2015

Diretor da John Deere édestaque em evento nacional de Compliance

À direita, Walter Regina durante participação no evento.(Foto: Albert Ruy)

À direita, Walter Regina durante participação no evento.(Foto: Albert Ruy)

Único convidado do setor privado, Walter Regina, Diretor Jurídico da companhia, fechou o evento apresentando as melhores práticas em ética e Compliance no mundo empresarial

Para falar como as boas práticas corporativas são promovidas e realizadas no setor privado – de forma a dar exemplos e ensinar caminhos para o setor público, Walter Regina, Diretor Jurídico para a América Latina da John Deere, foi convidado a palestrar no XII Seminário Nacional sobre Advocacia de Estado, evento realizado dia 30 de outubro.

O Seminário, que foi parte da programação científica do XVI Encontro Nacional dos Advogados da União (ENAU), foi organizado pelo Congresso Nacional da Advocacia Geral da União (AGU) e discutiu o compliance no setor público. Um dos maiores do setor, o congresso reuniu profissionais e especialistas que buscam a moralização do setor público, tanto no combate à corrupção quanto na questão do compliance.

Walter Regina foi convidado para apresentar sua visão sobre as melhores práticas do setor privado, e tomou como ponto de referência o relacionamento da John Deere com diversos públicos e parceiros. Com a palestra “Desafios do Combate à Corrupção na Prática Empresarial Brasileira” - uma das mais concorridas do evento - o executivo mostrou como é realizado o compliance no setor privado, em grandes e pequenas empresas.

Segundo Walter Regina, o próprio termo Compliance ainda precisa ser melhor entendido no Brasil para ser efetivamente aplicado em todo seu potencial. Acrescentou também que “a Excelência ética somente será alcançada através da combinação entre a atitude positiva e a ação consistente dos envolvidos na construção de uma elevação da educação, cidadania e práticas éticas, de modo que todas as atividades executadas possam efetivamente estar permeadas por uma real Consciência ética”, concluiu o executivo.

Ele destacou a atuação John Deere em boas práticas, cujos valores são centenários. “Por sermos uma companhia líder mundial no fornecimento de serviços e produtos avançados e comprometida com o sucesso dos clientes, temos o constante dever de manter relações claras e transparentes em todas as nossas iniciativas. Para tanto somos regidos pelos valores de integridade, qualidade, comprometimento e inovação – estabelecidos pelo próprio John Deere e considerados como os pilares fundamentais da empresa há quase 180 anos”, destacou o executivo.

Em março deste ano, o Diretor Jurídico América Latina da John Deere foi premiado como o “Diretor Jurídico do Ano em 2015” pelo International Law Office e pela Association of Corporate Counsel, afora também ter sido reconhecido como um dos cinco melhores diretores jurídicos do mundo em 2015, pelas mesmas entidades globais.